sexta-feira, 8 de abril de 2011

Johnny Cash - Hurt - Legendado

.
.
"Hoje sinto que toda minha existência foi uma cadeia de pequenos erros.

Mulheres que não fui capaz de amar, chances que não pude aproveitar....
...momentos de felicidade que deixei escapar...
Uma corrida cujo resultado era conhecido de antemão...
...mas na qual você não fracassava em apostar no vencedor.
Estava cego ou surdo?
Ou precisa de uma desgraça para que você veja sua verdadeira natureza?"

(TRECHO DO FILME "O ESCAFANDRO E A BORBOLETA")
.
.

sábado, 2 de abril de 2011

“Vivemos continuamente na dimensão do projeto, correndo atrás de objetivos postos num futuro mais ou menos distante e pensamos, ilusão suprema, que nossa felicidade depende da realização completa de fins medíocres ou grandiosos, pouco importa, que estabelecemos para nós mesmos.

...
Cedemos sempre à miragem de uma felicidade adiada, de um paraíso ainda a ser construído, aqui ou no além.
...
E depois? No final, é sempre o túmulo que se desenha no horizonte, e logo se compreende que a acumulação de todos os bens materiais e imagináveis, por mais imprescindíveis que sejam, não resolve o essencial.
...
É preciso aprender a viver como se o instante mais importante da vida fosse aquele que você está vivendo no exato momento, e as pessoas que mais contassem fossem as que estão diante de você. Porque o resto, simplesmente não existe: o passado não está mais aqui, e o porvir ainda não chegou.”
...
(Livro: Aprender a viver – Filosofia para os novos tempos – LUC FERRY)