sexta-feira, 8 de abril de 2011

.
.
"Hoje sinto que toda minha existência foi uma cadeia de pequenos erros.

Mulheres que não fui capaz de amar, chances que não pude aproveitar....
...momentos de felicidade que deixei escapar...
Uma corrida cujo resultado era conhecido de antemão...
...mas na qual você não fracassava em apostar no vencedor.
Estava cego ou surdo?
Ou precisa de uma desgraça para que você veja sua verdadeira natureza?"

(TRECHO DO FILME "O ESCAFANDRO E A BORBOLETA")
.
.

Nenhum comentário: